fbpx
trauma sexual

A cura do trauma é voltar a ligar alguém com o seu Eu!

O trauma deixa marcas e consequências na nossa vida. Mas a cura do trauma abre o caminho para sermos mais confiantes e felizes na nossa vida e na nossa sexualidade.

O trauma deixa resíduos em forma de emoções. Então, mesmo passado muito tempo, o trauma ainda está dentro de nós, se nada fizermos para nos libertar dele. Por vezes, o trauma parece estar mais apagado e distante; outras vezes evitamos pensar nele, porque ainda tem uma carga emocional intensa. Então, com frequência tentamos apagar a experiência que ficou bloqueada. Para isso vamos cercá-la com um bloco de resistência. Se o trauma aconteceu numa fase inicial da vida, ele vai ficar certamente incrustado naquilo que pensamos ser a nossa personalidade. É, em síntese, o trauma inconsciente.

“Trauma não é o que lhe acontece. É o que acontece dentro de si, como resultado do que lhe aconteceu.” Dr. Gabor Maté


O trauma ainda está ativo quando inibe algo na nossa vida. Quando alguma coisa não está bem. É necessário observar o que se passa connosco. Sem culpa, sem julgamento, sem crítica. É importante perceber o que sentimos em relação a algum passo que queremos dar, a um objetivo que desejamos atingir.

O trauma existe na forma de um bloqueio ou de um impedimento para o nosso crescimento e plenitude. Está na base das crenças, do “mindset”, da mentalidade e do comportamento. Nalgumas circunstâncias torna-se muito óbvio e simples de superar; noutras exige que seja procurado, encontrado e tratado.

“Cada ser humano tem um verdadeiro e genuíno Eu. O trauma é a desconexão entre alguém e o seu Eu. A cura é voltar a ligar os dois.

Dr. Gabor Maté


Tal como diz o Dr. Gabor Maté, todos temos um EU genuíno, não ferido. Mas nem sempre é fácil de o encontrar. O caminho da cura do trauma começa sempre por se ligar ao que sente, e retirar as camadas de trauma. E aprender quem é para além disso.

Olhe para os seus objetivos, aqueles que ainda não atingiu. Compreenda o conjunto de emoções e sentimentos que eles lhe despertam. Pense em “aprendizagens” associadas a esses sentimentos.

Existe algo na sua vida que pede para ser mudado? Não sabe como fazer? Comece por sentir. Quando pensa no que quer, como se sente?

Está na hora de começar a cura do trauma na sua vida? E a sua metamorfose íntima?

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.